quarta-feira, abril 16, 2014

MURMÚRIOS


Por vezes,
este silêncio magoa-me…
Alonga-se...
Enraíza-se em mim, despojando a minha vontade…
Perco-me...
À tua e à minha procura...  não sei…
Reencontro-o sempre neste silêncio…
Por aí...
Na cauda da brisa,
nos murmúrios da chuva,
nos breves momentos
em que te roubo ao tempo….



DA PÁGINA “DISCOVER ART”

6 comentários:

AC disse...

Uma pausa, um sentir, lugar para a saudade...

Beijo :)

Pérola disse...

Murmúrios...sussurros que os silêncios ecoam.

E o tempo, esse ladrão de sonhos.

Gosto tanto desta contemplação.

Beijinhos

CamilaSB disse...

E em silêncio, li o seu lindo e inspirado sentir poético, Marta! Gostei muito, do poema e da imagem :) Parabéns!
Deixo-lhe o meu carinho e um abraço! Uma Santa e feliz Pascoa, para si e os seus!

© Piedade Araújo Sol disse...

há silêncios que magoam mais que certas palavras...

:)

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Quando o reencontro se faz assim, é perdermo-nos...

Santa Páscoa!

Sofá Amarelo disse...

São sempre breves os momentos que se roubam ao tempo, em silêncios magoados, despojados pela cauda da brisa... magoam os silêncios murmurados na chuva...