sábado, julho 05, 2014

DE FRENTE


Escrevo-te
do outro lado do mar
De que ninguém fala,
por lhe temer a fúria...
Mas eu olho-o de frente,
estendo-lhe as mãos
e mergulho nos seus segredos,
libertando os meus....


DE JAMES GRIFFIN

7 comentários:

AC disse...

Estender as mãos, um gesto transportador de todas as estações...

Beijo :)

Sofá Amarelo disse...

O mar tem segredos guardados na fúria das ondas, mas olhando-o de frente não há que temê-lo quando, com isso, libertamos os nossos... segredos!

Daniel Costa disse...

Marta

Se o mar pode pregar partidas, não deixa de ser romântico,
Beijos

Mar Arável disse...

Água de beber

Bj

Nilson Barcelli disse...

Há coisas que têm que ser encaradas de frente...
Magnífico poema, gostei imenso.
Tem uma boa semana, querida amiga Marta.
Beijo.

Agostinho disse...

Marta, é bom.

Nessa troca com o mar
os dois ficaram a ganhar.

© Piedade Araújo Sol disse...

o mar eterna inspiração dos Poetas...

:)