segunda-feira, julho 21, 2014

IMPROVISO MEU



Amo-te simplesmente,
nestas horas do nada,
em que o tempo é,
finalmente, meu..
E posso viajar nos ventos
do amor e desejo,
improvisando-me em ti...



DE STEVE HENDERSON “MIND BLOWING”


5 comentários:

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

"Amo-te simplesmente,
nestas horas do nada,
em que o tempo é,"

... e está tudo dito...


beijo amigo

Ailime disse...

Belíssimo, Marta! Amar sem medida, porque assim é o verdadeiro amor!
Bjs,
Ailime

© Piedade Araújo Sol disse...

um belo improviso onde o amor é rei...

:)

Sofá Amarelo disse...

O improviso pode ser a melhor viagem com o impulso do vento e do desejo... porque as horas do nada também são improviso!

Agostinho disse...

"Amo-te nestas horas do nada" é tudo.