segunda-feira, outubro 27, 2014

PRAZER ASSUMIDO




Dizem que sou louca
Talvez o seja de facto...
Quando improviso palavras
na escuridão da noite
e me inspiro nas memórias da brisa...
Quando tudo é um prazer assumido
nessa loucura de que falam...


Twilight Lovers” Rynita Mcguire

3 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Que se assumam todos os desejos e todos os prazeres, mesmo que as palavras sejam improvisadas e as memórias da brisa sejam... de facto... loucas!

Nilson Barcelli disse...

O prazer nunca é loucura.
Belo poema, gostei imenso.
Boa semana, querida amiga Marta.
Um beijo.

Agostinho disse...

Gosto deste, Marta!
É a brisa que nos traz as palavras para o momento.