quinta-feira, outubro 30, 2014

SUSPIRO




Hoje
fala-se do suspiro
Que se escreve no ar,
numa mensagem um pouco esquecida...
Mas eu quero decifrar essa mensagem,
interrogar o porquê desse esquecimento...
E reinventar o suspiro,
numa história com um desenlace feliz....


TELA DE TRENT GUDMUNDSEN

6 comentários:

AC disse...

O amor carece de constante reinvenção.
Na mouche, Marta!

Beijo :)

Ailime disse...

Boa tarde Marta, sempre muito inspirada!
Há que reinventar o amor e tentar ser feliz!
Beijinhos,
Ailime

Daniel Costa disse...

Marta
O suspiro bem pode ser o extravasar da poesia. A tua, é bonita, será de suspiros de beleza.
Beijos

Agostinho disse...

...Suspiro que revela o ar que se inspira...

Sofá Amarelo disse...

O suspiro é sempre, mas sempre, uma mensagem. Pode ser até uma auto-mensagem ou uma mensagem não verbal para alguém... e as mensagens não verbais são as mais genuínas, são aquelas que mais dizem e que t~em maior impacto...

Nilson Barcelli disse...

Há histórias que têm desenlaces felizes.
E a mensagem, uma vez decifrada, é meio caminho andado para ajudar à felicidade final...
Belo poema, gostei imenso.
Bom fim de semana, querida amiga Marta.
Beijo.