sexta-feira, novembro 21, 2014

DO VERMELHO


Falar do Vermelho...

Porquê falar do Vermelho?
Defini-lo como a cor da paixão
ou do pecado?
Ou simplesmente achar
que é uma cor feliz...

Gosto do Vermelho
De o insinuar ao Azul,
de o deixar tropeçar no Branco...
Num sorriso transparente,
com alma...
Como só o Vermelho sabe ser...


TELA DE STEVE GOAD

8 comentários:

Sofá Amarelo disse...

O Vermelho combina bem com o Branco o Branco com o Azul... as cores dão mais paixão à Vida, e se há cor que se destaca, ela é o Vermelho... talvez porque se pode conotá-la com a Felicidade, com a Transparência, com a Paixão, quiçá, com o Pecado!

Vinicius Geyer Vasconcelos disse...

Oi.Parabéns pela construção do poema.Também gosto do vermelho, é uma cor forte e bonita.
Muito bonito o seu blog, parabéns.Abraço. Um ótimo fim de semana.:O)

Nilson Barcelli disse...

Há coisas "que só o vermelho sabe ser...".
Brilhante, neste excerto e em todo o poema.
Tem um bom fim de semana, querida amiga Marta.
Beijo.

Graça Pires disse...

Marta, que belo este poema! Gosto do vermelho. É paixão, é delírio, +e alegria...
Beijo.

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Gostei da "provocação", e uma coisa é certa: o vermelho é uma cor forte e isso é bom :)

beijinho amigo

Mar Arável disse...

... também há o mar vermelho

Agostinho disse...

A cor do sangue. Tem tudo o que se possa imaginar. E pode tocar sim, de diferentes modos, outras cores que há.
Bonito.

© Piedade Araújo Sol disse...

a imagem faz jus ao poema que é muito belo...

:)