terça-feira, janeiro 20, 2015

SOZINHA COM A LUA



Este é o momento de partida
Que nem o Vento interrompe

Sinto-lhe o abraço
Toca-me a chuva no cabelo
E depois afastam-se...

Deixam-me sozinha com a Lua
Num lugar estranho
Num mistério insolúvel...


"DREAMING BLUE" BY NOMI ELBOIM

4 comentários:

Agostinho disse...

Os mistérios são soluveis!
É deixá-los à seca ao vento
Vão-se as lágrimas revela-se o sal.

Ailime disse...

Bom dia Marta,
Muito belo e introspectivo poema!
Há mistérios insondáveis que só o nosso coração pode desvendar ou guardar.
Beijinhos,
Ailime

Daniel Costa disse...

Marta

Medito; é a poeta a equacionar uma fase da lua, amei!
Beijos

Sofá Amarelo disse...

Todos os momentos de partida são estranhos como o vento, quando a chuva cai num lugar insolúvel envolta em mistérios interrompidos pela presença da Lua...