domingo, outubro 11, 2015

RAIN





Gosto de dias de chuva...
Pois sou dona do tempo...
Navego na crista da fantasia,
mergulho em histórias infinitas
e adormeço na tranquilidade da memória...
Mesmo quando a chuva se torna violenta...


RAIN AND YOUR THOUGHT “ ANIL SINGH

5 comentários:

Ailime disse...

Boa tarde Marta,
Magnífico poema!
A chuva é sempre um balsamo para o espírito, mesmo que mergulhados nas vulnerabilidades do tempo e das memórias.
(Assim sinto).
Um beijinho e bom domingo.
Ailime

As Mulheres 4estacoes disse...

Quando a memória está tranquila,a tempestade lá fora não nos atinge, serenidade mora dentro.
Abraços, Sonia

Sofá Amarelo disse...

E os dias de chuva estão aí... com sabor a Outono e cheiro a terra molhada para lembrar que se pode navegar na crista das fantasias e até mergulhar em histórias infinitas... e haverá algo melhor que adormecer na tranquilidade da memória?

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

É a tal coisa, Marta: há quem se molhe e quem aprecie :) Folgo em saber que é dos últimos, como eu :)

beijinho amigo

Agostinho disse...

"Rain and tears are the same".
quando correm lavam mágoas
para que o sol volte a brilhar.

Bj