domingo, dezembro 06, 2015

SANIDADE



Não sei o que há
no outro lado do mar...
Se o fim de tudo
ou um outro mundo
Um mundo esculpido com sonhos,
com paixões, com esperança
O último refúgio da nossa sanidade
antes da loucura total, do desânimo
e da dor...



"WHEN TOMORROW COMES" NIK HELBIG

6 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Há sempre um mundo diferente no outro lado do mar, quem sabe um mundo feito de pétalas e de cheiros a jasmim... há que ter esperança de lá chegar sem ser em sonhos, porque se calhar o outro lado do mundo é mesmo o último refúgio...

Jaime Portela disse...

Há que ser curioso e ir espreitar ao outro lado do mar...
Acho que isso nos impede da loucura dos dias.
Magnífico poema, gostei imenso.
Marta, tenha um bom resto de domingo e uma boa semana.
Abraço.

Isa Sá disse...

Não era mau se houvesse amor, paz e tranquilidade que tanto tem faltado neste mundo, cada vez mais cruel.

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

Graça Pires disse...

Gostei, Marta, do último refúgio, esse "mundo esculpido com sonhos,
com paixões, com esperança"...
Um beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

no outro lado do mar há tudo...até o sabor do sal


:)

Agostinho disse...

Há quem fique para sempre
nos penedos de Finisterra
mirrado no degredo do medo