sexta-feira, abril 29, 2016

SOMBRA E BRILHO



Esta é a história de uma sombra…

A sombra de um corpo que anseia tornar-se visível
Mesmo em dias de tempestade...

Que se encanta
com as cores suaves do arco-íris
E até inveja o mar…

Que consulta as estrelas…
Suplicando à Lua que lhe ceda o seu brilho…

Mas nada mudará o seu destino…
Pois será apenas uma sombra…




DA PÁGINA "DISCOVER ART"

4 comentários:

Graça Pires disse...

Uma sombra. A busca da luz. Como as sombras que nos perseguem...
Muito belo, o poema, Marta.
Um beijo.

Sofá Amarelo disse...

... E uma sombra está sempre dependente dos gestos e das atitudes daquilo que se pode chamar o original da sombra, ou seja, o corpo que lhe dá o contorno... é por isso que o destino da sombra nunca poderá ser autónomo, a não ser apenas na imaginação...

Sandra Sofia disse...

Verdadeiramente bela e fantástica,esta tua poesia,gostei imenso!!

Sandra Sofia disse...

Oi oi querida Marta,venho agradecer-te o comentário que me fizeste nesta minha postagem: http://sandrasofiagoncalvesafonso.blogs.sapo.pt/desafio-dos-trinta-dias-dia-3-2113,respondendo ao teu comentário,sim,eu,uma vez que agora conheço o teu cantinho,voltarei mais vezes,sim senhora,espero que também continues visitando o meu cantinho e que comentes sempre que gostares das minhas postagens!!