sábado, outubro 20, 2007

QUASE PERFEITO

Há muito tempo já que não escrevo um poema
De amor.
E é o que eu sei fazer com mais delicadeza!
A nossa natureza
Lusitana
Tem essa humana
Graça
Feiticeira
De tomar de cristal
A mais sentimental
E baça
Bebedeira
Miguel Torga - Quase um poema de amor (excerto)
O meu comentário???
Uma declaração perfeita...
Suave, cristalina, graciosa....
Um verdadeiro poema...
Ao sentimento mais nobre....
Enche-nos o corpo - ilumina tudo...
Enfeitiça-nos realmente...................
Porque se sente...................................

5 comentários:

Barão Van Blogh disse...

Coloco a leitura em dia , é sempre bom passar por aqui .

Bom fim de semana .

Sol da meia noite disse...

Nunca se escreve um poema de amor... porque o amor, não é um poema...

Beijinhos!

Sahmany disse...

Enfeitiça-nos!!!
Com certeza.
Boa semana pra ti.
Abraço

Lumife disse...

Miguel Torga também em poema de amor... Quem não gosta de os escrever.?


Beijos

Maria Clarinda disse...

Lindo o teu post como sempre...
Jinhos mil