sábado, maio 17, 2008

FRUTOS

Passamos pelas coisas sem as ver,
gastos, como animais envelhecidos:
se alguém chama por nós não respondemos,
se alguém nos pede amor não estremecemos,
como frutos de sombra sem sabor,
vamos caindo ao chão, apodrecidos.

Eugénio de Andrade

O meu comentário??
Nunca estivemos vivos...
Sentimos vergonha...
De quê e porquê?
Sentimos medo....
Dos outros?
Às vezes, os outros nem sabem que existimos....
Deixamos que o coração aprodreça em nós???
Não.....
Em vez de cair ao chão,
porque não tentar voar??
Caminhar ou escalar
ou trincar com gosto uma maçã???

4 comentários:

Um Momento disse...

A isso se chama sobreviver... ou viver na sombra...na escuridão...

Um beijo ... em ti

(*)

Sol da meia noite disse...

Estranho como passamos pela vida, como deixamos que a vida passe por nós...
Perfeito este sentir de Eugénio de Andrade.

Beijinhos

tufa tau disse...

é muita nostalgia


espero não me deixar apodrecer e estremecer de amor até morrer

beijo

Multiolhares disse...

Deveríamos saber passar pela vida bem despertos, mas passamos adormecidos, a maior parte de nós estando vivos já morremos
beijinhos