terça-feira, setembro 16, 2008

PARTILHA

E de novo a armadilha dos abraços.




E de novo o enredo das delícias.




O rouco da garganta, os pés descalços




a pele alucinada de carícias.~




As preces, os segredos, as risadas




no altar esplendoroso das ofertas.




De novo beijo a beijo as madrugadas




de novo seio a seio as descobertas.




Alcandorada no teu corpo imenso




teço um colar de gritos e silêncios




a ecoar no som dos precipícios.




E tudo o que me dás eu te devolvo.




E fazemos de novo, sempre novo




o amor total dos deuses e dos bichos.








ROSA LOBATO FARIA – E DE NOVO A ARMADILHA DOS ABRAÇOS


O meu comentário???


Um abraço vale tudo....


Um olhar....uma carícia....


Um beijo...essa delícia que se guarda...


Repete-se e não é igual....


Cada descoberta é única, é exclusiva....


Amar assim...


Totalmente....


Só será armadilha....


Se não se entender o que significa partilha....

10 comentários:

Pjsoueu disse...

Marta:

Partilha - A palavra com sentimento com a qual terminaste o teu pensamento.

Partilha é algo que oferecemos sem sentir por que é pleno do nosso sentir.

Partilha é fazer sorrir quem amamos em cada partilha de vida com sentimentos.

Marta venho aqui e voltarei sem lamento mas com a alegria juvenil descobrindo sempre um mundo novo em mim:)

beijos do amigo Pj

Só Eu disse...

Olá Marta
Na "mouche"! É realmente um acerto fantástico. Este é um dos poemas que mais gosto da RLF.
Muito bem
(e que bem acompanhado fica com o teu comentário...)
Beijinhos

Entre "aspas" disse...

Já li muitos poemas ,mas este foi o que mai me tocou,espectacular Marta.
Bjs Zita

instantes e momentos disse...

muitissimo bom, parabens.
Muito bom voltar sempre aqui.
Tenha uma bela tarde.
Maurizio

Sol da meia noite disse...

Tudo aquilo a que não se resiste...
O dar... o receber...
Algo bem sedutor...

Beijinho *
:-)

Alexandre disse...

Impressionante como a Rosa consegue ir buscar rimas de palavras difíceis - embora algumas não sendo rimas perfeitas resultam muito bem!

Carla disse...

...uma carícia
...uma partilha
saio encantada
beijos

tufa tau disse...

gostei imenso deste poema... não o associaria a rosa lobato faria.
há abraços que são eternos, cujo toque jamais esqueceremos. abraços com cheiro, com sabor. abraços de olhos fechados que tudo vêem e tudo sentem...

um abraço desses, marta

f@ disse...

A delicia dos abraços quantos afectos e segredos...
beijinhos das nuvens

BlueVelvet disse...

Não conhecia este poema, mas é absolutamente verdadeiro, com uma carga poética e erótica que nos faz vizualizar esta forma de amar.
Adorei.
Veludinhos azuis
e bom fim-de-semana