sexta-feira, novembro 07, 2008

PAZ

Encontro


Quis encontrar o céu

do mesmo azul que o meu.


Quis misturar-me com a areia

de antigas terras vermelhas.


Quis desenhar uma fronteira

amarela


Para seguir de um dedo invisível

o caminho do sol


entre areia e céu


Poemas de Isabelle Lebastard (Livro "Destino de Peixe")



O meu comentário???



Na areia....



Escrevem-se grandes confissões...



Escondem-se segredos....



Há, efectivamente um caminho para se alcançar o Sol....



Há um dedo misterioso que aponta o caminho....



Nunca se duvida que o azul que se banha na areia...



É fundamental na descoberta desse caminho...



Porque ali só reina a Paz....



5 comentários:

Verdinha disse...

Pode-se escrever tudo na areia à beira do mar. O mar encarrega-se de guardar os nossos segredos.

Lindo !

Beijinhos verdinhos

TRÍPTICO(POEMAS)FERNANDA disse...

Olá querida Marta, maravilhoso poema... Simplesmente belíssimo...
Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Bill Stein Husenbar disse...

Que sitio maravilhoso será esse.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Nemogeleia disse...

Gostei de visitar, e por isso vou voltar.

Nemogeleia disse...

Tomei a liberdade de o linkar