sexta-feira, setembro 19, 2014

UM FIO



Não sei
se a vida é um fio...
Se se quebra
ou porque se quebra...
Sei que é uma dádiva,
às vezes tão desdenhada...
Mas não a desdenho; agradeço-lhe...



DA PÁGINA “DISCOVER ART”

7 comentários:

Daniel Costa disse...

Marta

Verdade que a vida se balança num fio. No entanto devemos, está cá sempre a dar graças à vida.
Beijos

Sofá Amarelo disse...

A Vida é um ténue fio, sim, por isso talvez seja tão preciosa... se do ouro se pode fazer um fio finíssimo, porque não fazê-lo também da Vida?

Nilson Barcelli disse...

A vida é uma espécie de milagre para todos os seres vivos, incluindo o Homem.
Mas não dura sempre...
Por isso, há que aproveitar esse milagre o melhor possível.
Beijo.

Nilson Barcelli disse...

Esqueci de referir que fizeste um excelente poema.
Como sempre, aliás.
Mais beijos.

Manuel Luis disse...

Agradeço-lhe!
Bj

Mar Arável disse...

Presos a um sopro de vento

Agostinho disse...

Um fio de seda para uns
para outros barbante