quarta-feira, dezembro 17, 2008

NOVAS CERTEZAS

Esta noite...




Transporto em minhas mãos



as letras que formam teu nome...




Coloco-as na areia molhada



e sento-me ao lado a olhá-las...




Aproxima-se uma onda



que as espalha, as enrola, as leva...




Entro no mar e tento apanhá-las,



mas volto de mãos vazias...






Olho os sulcos que o mar cavou



e leio teu nome...




E guardo em minhas mãos a certeza



de o ter sempre comigo.






de Lúcia Sousa do Blog "Sol da Meia Noite"






O meu comentário???






Ficas....






Apenas na memória....






O mar muda a face da areia...






É uma folha em branco...






Que tortura com palavras violentas...






Que afaga com palavras tão ternas...






Que fazem com que eu chore...






Talvez porque agora ninguém mais mas dirá....






Talvez fique para sempre com esta sensação de vazio.....






Ou talvez o mar me devolva o teu nome....




Ou o quebre contra as rochas.....






Em mil fragmentos......






E nesses sulcos, onde o escreveu......






Deixe uma mensagem para que eu aprenda a ter novas certezas....



6 comentários:

pin gente disse...

perco-me no teu nome...
letra a letra
repito-o em surdina para só eu o oiça... o teu nome!


beijos, marta

Nilson Barcelli disse...

Gostei do poema e o teu comentário acaba por superá-lo.
Gosto do teu nome...
Feliz Natal, beijinhos.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Marta, belo poema...Excelente comentário...
Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Marta, belíssimo poema, extraordinário comentário, Menina do meu coração... Beijocas,
Fernandinha

Só Eu disse...

Marta.
Belissimo poema acompanhado por um comentário ao mesmo nivel. Gostei muito.
Acho interessantissimo o desafio que lançaste, ao convidar outros bloguers a enviar poemas. Aposta ganha.
Mil beijinhos
Ricardo

Sol da meia noite disse...

Marta, o teu comentário está soberbo.
Transportou-me mais para lá do poema.
Obrigada :-)

Um beijinho *