segunda-feira, julho 07, 2008

ALMA SEM PAZ

Esperemos






Há outros dias que não têm chegado ainda,



que estão fazendo-se



como o pão ou as cadeiras ou o produto



das farmácias ou das oficinas



- há fábricas de dias que virão -



existem artesãos da alma



que levantam e pesam e preparam



certos dias amargos ou preciosos



que de repente chegam à porta



para premiar-nos



com uma laranja



ou assassinar-nos de imediato.






Pablo Neruda (Últimos Poemas)



O meu comentário???



Melhor viver o dia presente....



Seguir a brisa...



Seguir o coração...



Amanhã, o mundo pode estar diferente...



Mais egoísta, mais corrupto...



Mais violento.....



Enterrar-nos num mutismo vigiado...



Cada palavra ofensiva....



A alma sem paz.....

4 comentários:

Só Eu disse...

Bom dia Marta
Neruda é Neruda e está tudo dito. Mais um belissimo poema e um comentário alinhado com a qualidade do poema.
Beijinhos

Xinha disse...

Olá, Marta...

Acho que tal como tudo é feito na vida, através do nosso esforço e das nossas acções, também os nosso dias são reflexo disso mesmo...
Tal como existem perários para fabricar produtos, os artesões da alma, são todas aquelas "vozes" que ouvimos e que nos incentivam a fazer isto ou aquilo ... fazndo com que desenhem assim os dias que virão...

Lindo posto, mais uma vez...

Xi-coração

DelfimPeixoto disse...

Vive como se o Amanhã não existisse... mas faz do Hoje uma semente... pode ser que cresça, amanhã
jnhs

tufa tau disse...

um viver atormentado...

abraço, marta


ps - desculpa-me a ausência, sabes que gosto de aqui vir...