quarta-feira, julho 09, 2008

ENCONTRO

poema




Em todas as ruas te encontro


em todas as ruas te perco


conheço tão bem o teu corpo


sonhei tanto a tua figura


que é de olhos fechados que eu ando


a limitar a tua altura


e bebo a água e sorvo o ar


que te atravessou a cintura


tanto tão perto tão real


que o meu corpo se transfigura


e toca o seu próprio elemento


num corpo que já não é seu


num rio que desapareceu


onde um braço teu me procura




Em todas as ruas te encontro


em todas as ruas te perco



Mário Cesariny




O meu comentário???





E de olhos fechados....


Tudo se vê, tudo se sente....


Nada se finge....


Quem mente ao coração....


Perde-se no labirinto dessas ruas...


Num turbilhão de contradições.........


Entre histórias mal contadas...


O Amor não pode ser uma história mal contada....


Tem que ser vivida, sentida, partilhada....


Ou então, andamos sempre perdidos........


7 comentários:

Só Eu disse...

O amor nunca foi uma história mal contada...
Mais uma escolha de mestre, agora com Cesariny.
Marta. Gostei. Adivinhaste.
Beijinhos

Pjsoueu disse...

Marta: Bom dia:)
Ao fechar os olhos e olhar dentro do coração é impossível enganar o amor: Quem o fizer engana-se a si mesmo::)

Que bom que tem um coração sensível e verdadeiro na arte de bem viver, a vida:)

beijos do Pj

Alexandre disse...

Uma dádiva este poema de Cesariny, onde cada palavra, cada gesto, cada simbolismo cheira a vida, cheira a encontro e desencontro... muito bem escolhido este poema!

muitos beijinhos!!!

RENARD disse...

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

Parece que o "nosso" Fernando Pessoa tem sempre resposta...

;)

Um Beijinho Marta

Pedro M disse...

Em todas as ruas TE encontro
em todas as ruas ME perco

Um beijo

Carla disse...

Porque o coração tem um sexto sentido bem apurado e não pactua com mentiras, porque no amor a plenitude tem que existir.
belo o teu comentário
beijos

Xinha disse...

Marta...
Cada dia, noto que é uma pessoa dotada de uma extrema sensilidade para a interpretação da poesia!

Bela escolha.. magnificos comentários!

Xi-coração